Os Mórmons

Mórmons Seitas

Os Mórmons Um grupo simpático de aparência dócil e com excelentes programas de assistência social não parece tão danoso, mas é.  A coisa toda se torna muito séria quando você os vê sem a roupa de “cordeiros” que os cobrem, são lobos de fato.

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo” – 1João 4:1

O Mormismo é uma religião politeísta, gostam de se identificar com os cristãos e até mesmo usam termos comuns ao meio evangélico em suas conversas com o verdadeiro intuito de facilitar o prosetilísmo.

Breve Histórico

O fundador e “profeta” dos Mórmons, Joseph Smith Júnior, nasceu em 23 de dezembro de 1805 em Sharon, Estado de Vermont nos Estados Unidos, filho de Joseph e Lucy Smith, viveu de 1805 a 1844. Foi criado na pobreza e em meio à superstições, pois sua mãe era mística e seu pai obcecado por procurar tesouros perdidos. Em 1820, aos quinze anos, já residentes em Palmira, estado de Nova Iorque, participou de um grande movimento evangelístico na região, e ao orar num bosque, perguntando a Deus qual Igreja devia pertencer, apareceram-lhe dois anjos resplandecentes, alguns mencionam ser o próprio Deus Pai e Jesus Cristo e lhe disseram que todas as igrejas estavam desviadas e que nenhuma das igrejas da Terra eram verdadeiras; e que ele não se unisse a nenhuma.

Numa segunda visão Joseph Smith Júnior teria sido visitado por um anjo chamado Morôni filho de Mormon, que havia vivido naquela mesma região 1400 anos antes dele. Foi-lhe então revelado a existência de um livro com lâminas de ouro enterrado na colina de Cumorah, no qual estaria registrada a história dos antigos habitantes do continente Americano, bem como a plenitude do evangelho eterno.

Nessa visão, Morôni teria indicado a Joseph Smith o lugar onde as placas teriam sido escondidas, e lhe emprestou umas pedras especiais, “Urim e Tumim”, com as quais Joseph Smith poderia decifrar e traduzir os dizeres dessas placas. Outros documentos afirmam que o próprio Smith diz ter encontrado o tal livro e os dois aros de prata – Urim e Tumim presos a um peitoral em 22 de setembro de 1827.

Com a ajuda desses dois aros – pedras especiais ele começou a tradução das lâminas de ouro e em 1830, publicou o livro com o título de Livro de Mórmon

Doutrinas dos Mórmons

Não precisaremos nos aprofundar muito para mostrar o que caracteriza os Mórmons como seita e os desqualifica como seguidores do evangelho de Jesus o Cristo.

2 comentários sobre “Os Mórmons

  1. O que se ganha quando perdemos tempo em vilipendiar a fé alheia? Se vocês perdessem tempo na evangelização, exortando as pessoas a seguirem o evangelho de Jesus Cristo, o mundo, com certeza seria outro.
    Tanta coisa que se pode fazer para tornar esse mundo um lugar livre de contendas, perseguições, ódio religioso, maledicência, prostituição e falta de fé e vocês estão perdendo tempo para provocar ódio religioso. Que Deus os abençoe! (se é que acreditam nisso)

    1. Olá, senhor Caubi de Gusmão. Informo ao senhor que devo ganhar a mesma coisa que o senhor pois me acusa de vilipendiar a fé alheia e ao comentar o artigo questiona a minha fé, me questionando se creio em Deus ou não.

      Agora quanto a perder tempo postando artigos como estes ao invés de se estar evangelizado, acredito que o senhor não sabe o que é evangelizar, pois evangelizar é falar, publicar ou escrever a mensagem do Evangelho e creio que este e muitos outros blogs e sites o faz.

      Não devemos brigar ou discutir sobre caprichos pessoais ou opiniões (Tito 1:9-12; Tito 3:8-11; Judas 1:3). Mas quando a pureza da doutrina Bíblica está envolvida, os Cristãos não somente devem discordar, mas batalhar arduamente pela verdade do Evangelho!

      Abraços e que Deus nos abençoe!

      Termino com uma frase que gosto muito de Martinho Lutero:

      “Qualquer ensinamento que não se enquadre nas Escrituras deve ser rejeitado, mesmo que faça chover milagres todos os dias.” (Martinho Lutero)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *