sexta-feira, 20 outubro , 2017
Últimas Notícias
Capa / Seitas / Espiritismo / E se não forem quem eles dizem ser?
E se não forem quem eles dizem ser?
E se não forem quem eles dizem ser?

E se não forem quem eles dizem ser?

Uma jovem entrou em contato com um rapaz na internet. Ele se identificou como sendo Vítor, um dentista que morava na cidade ao lado. O tempo foi passando e a amizade foi se tornando cada vez mais forte. Ele dizia coisas muito bonitas para ela. Quando ela viu a foto dele ficou apaixonada. Era de fato um rapaz muito atraente. A bondade de suas palavras, a gentileza com que a tratava e seu rosto bonito, cativaram o coração dela.

Não resistindo mais, a jovem disse que queria conhece-lo pessoalmente. Marcaram um encontro em uma determinada noite e lá estava ela. Quando viu de longe o carro descrito por ele, correu em sua direção. A porta do carro se abriu e ela foi recebida por um indivíduo mal encarado, que nada tinha haver com a descrição que ele fizera de si mesmo. Foi chegando perto, assustada, perguntando quem era ele. “Eu sou o Vitor”, disse ele com um sorriso maligno no rosto.

Era tarde demais. Ela foi agarrada, agredida, estuprada, torturada e morta. As pessoas que a conheciam e que sabiam de sua amizade on line desconfiaram que alguma coisa nesse sentido pudesse ter acontecido. Ela foi apenas uma entre muitas que tomaram por uma boa pessoa alguém a quem não podiam de fato ver e conhecer.

O problema dos indivíduos maus é que eles manifestam seu caráter perverso não apenas com atos perversos, mas também com palavras enganosas. O mal, para seduzir, se passará por bom. Todos saber que as drogas são ruins, mas seus vendedores a apresentam como algo bom e às vezes elas assim se parecem em um primeiro encontro. Às vezes quando o caráter maligno de algo ou alguém se revela, já é tarde demais. Os maus, para dominarem, têm necessidade de se passar por bons.

Esse fato precisa ser levado em conta por todos aqueles que entram em contato com espíritos. Para seduzir, eles se passarão por bons. E serão tão convincentes nesse sentido que enganarão a muitos e por longo tempo. As pessoas não têm como comprovar a verdadeira identidade deles e por isso tomam suas palavras como verdadeiras. Esse perigo é real.

O próprio Alan Kardec concordou com isso:

Assim, se um espírito se comunica com o nome de São Pedro, por exemplo, não há mais nada que prove que seja exatamente o apóstolo desse nome. (“O Que É o Espiritismo”, p. 318. Editora Opus Ltda., 2ª edição especial, 1985).

Esses espíritos levianos pululam ao nosso redor, e aproveitam todas as ocasiões para se imiscuírem nas comunicações; a verdade é a menor de suas preocupações, eis porque eles sentem um prazer maligno em mistificar aqueles que têm fraqueza, e algumas vezes a presunção de acreditar neles, sem discussão (“O Livro dos Médiuns”, p. 402. Editora Opus Ltda., 2ª edição especial, 1985).

E ainda por uma terceira vez ele expressa dúvida quanto a identidade desses espíritos:

Um fato que a observação demonstrou e os próprios espíritos confirmam é o de que os espíritos inferiores com frequência usurpam nomes conhecidos e respeitados. Quem pode assim garantir que os que dizem Ter sido, por exemplo, Sócrates, Júlio César, Carlos Magno, Fenelon, Napoleão, Washington, etc., tenham de fato animado essas personalidade ? Tal dúvida existe até entre alguns fervorosos adeptos da doutrina espírita, os quais admitem a intervenção e a manifestação de espírito, porém indagam como pode ser comprovada a sua identidade? (O Livro dos Espíritos, p. 41 Editora Opus Ltda, 2ª edição especial, 1985)

Quantas pessoas entram em contato com esses espíritos e acreditam ingenuamente em tudo o que eles dizem. Não param para pensar que podem estar sendo enganados e passam anos preso a esse engano. E só no fim de suas vidas verão que estavam sendo enganados e então será tarde demais. Pois há caminhos que para o homem parecem direito, mas no fim são caminhos de morte (Provérbios 14.12)

Sim, os espíritos malignos não somente podem se passar por seres do bem. Eles, de fato, se passam por seres do bem. E as pessoas que falam em nome desses espíritos também podem ser tomados como benéficos, porque em muitos casos também são enganados por esses espíritos.

Isto não é de admirar, pois o próprio Satanás se disfarça de anjo de luz. Portanto, não é surpresa que os seus servos finjam que são servos da justiça. (2 Coríntios 11.14, 15)

Você já parou para pensar que pode estar colocando a sua vida sob o domínio de um ser que o está enganando? Já imaginou que apesar das suas boas intenções e do seu desejo de fazer o bem está confiando em seres que sobre os quais não tem como saber a verdadeira identidade? Se um homem nessa terra pode se fazer passar por alguém que não é, que dirá de um ser não tangível? Quais serão as consequências de estar em contato com seres do mal?

Não foi à toa que Deus condenou o contato com espíritos e ordenou que as pessoas confiassem na sua Palavra revelada.

Quando disserem a vocês: “Procurem um médium ou alguém que consulte os espíritos e murmure encantamentos, pois todos recorrem a seus deuses e aos mortos em favor dos vivos”, respondam: “À lei e aos mandamentos!” Se eles não falarem conforme esta palavra, vocês jamais verão a luz! (Isaías 8.19, 20).

As pessoas não precisam de espíritos estranhos e ocultos para chegar até Deus. Jesus é o caminho até Deus. Através dele e só através dele você poderá chegar até o verdadeiro Deus. Ele disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vai ao Pai a não ser por mim. (João 14.6).

Se você quer a luz verdadeira em sua vida, essa luz está em Jesus Cristo. Ele disse:

Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. (João 8.12.

Nele (em Jesus) estava a vida. E a vida era a luz dos homens. (João 1.4).

Não ponha sua confiança em espíritos. Ponha sua confiança em Deusl Ele, sim, pode ajudar você.

Entrega teu caminho ao Senhor, confia Nele e Ele tudo fará (Salmos 37.4).

Autor: Eguinaldo Hélio de Souza

Fonte: Missão Atenas

CRB INFORMÁTICA - Hospedagem de Sites R$ 25,00 por mês

Sobre Ministério Heresia Tô Fora!

O ministério Heresia Tô Fora, no inicio era uma coluna no jornal O Resgate, mas as dúvidas enviadas pelo e-mail foram tantas que senti a necessidade de criar um site e um centro de estudos que funciona desde 1994, nosso ministério é paraeclesiástico e interdenominacional que promove a fé cristã mediante a produção de pesquisas e informações religiosas. Nossos objetivos são informar, ensinar e equipar os cristãos sobre as verdades do cristianismo bíblico. Visa atender à igreja em suas necessidades, oferecendo uma parceria qualificada na área da Apologética Cristã.
CRB INFORMÁTICA - Hospedagem de Sites R$ 8.00 por mês