domingo, 7 março , 2021
Últimas Notícias
Capa / Seitas / Catolicismo / 6- O Estado do Vaticano não pode Gloriar-se do seu Passado

6- O Estado do Vaticano não pode Gloriar-se do seu Passado

As nações orgulham-se do seu passado e festejam seus benfeitores, mas o Vaticano evita mencionar sua história ou reproduzir a biografia de muitos papas por não harmonizar com o que diziam representar.

O papado no princípio sobreviveu apoiado pelo Império Romano e mais tarde fazendo alianças astutas com os francos, posteriormente ganhou prestígio com as “FALSAS DECRETAIS DE ISIDORO”, no começo da idade média usou a força dos países subservientes e mais tarde impôs autoridade derramando muito sangue na Inquisição, instituída pelo papa Inocêncio III.

Quase todos os papas foram autoritários, como Nicolau V, anos 1447-55, que autorizou o rei de Portugal “a guerrear com povos africanos, confiscar suas terras e fazer escravos.”

Esse papa dizia: “Sou tudo em todos, minha vontade prevalecerá; Cristo mandou Pedro embainhar a espada, mas eu mando desembainhar.”

Santo Afonso Leguori também surpreendeu quando prescreveu que a Igreja sanciona o roubo! Esse “Santo”, canonizado disse que “Se alguém roubar pouco, principalmente se for pobre não comete pecado!” (Dabium Leguori, citado por CHINIQUI, pág, 122).

IDENTIFICA-SE A IGREJA no Apocalipse como “Embriagada com o sangue dos Santos e das Testemunhas de Jesus”(Cap. 17:6) – VEJA SUAS PRINCIPAIS MATANÇAS:

1º – Em 1208 exterminaram os cristãos Albaneses.

2º – O FRADE TORQUEMADA, anos 1420-98, comandou por 8 anos a morte de 10.200 protestantes e intelectuais queimados vivos, foi horrível! – o bispo Hooper foi queimado com fogo insuficientemente e gritada: “Mais lenha, aumente o fogo!” Ao seu lado numa caixa estava o papel de perdão, bastava retratar-se, mas não o fez!

3º – Só na Espanha 31.912 cristãos não católicos foram mortos. 291.450 martirizados e dois milhões banidos; a Espanha que era nação poderosa tornou-se país sem expressão!

4º – Carlos V anos 1500-58, eliminou por ordem do papa 50 mil cristãos alemães!

5º – O Papa Pio V anos 1566-72, exterminou 100.000 Anabatistas.

6º – O Papa Gregório XIII anos 1572-85, organizou com os jesuítas o extermínio dos protestantes franceses e na noite de 24 de agosto de 1572 mataram 70 mil deles! – Esse papa comemorou mandando que as Igrejas cantassem o TE DEUN, trocassem presentes e cunhou moedas comemorativas as massacre.

7º – Em 1590 o catolicismo eliminou uns 200 mil cristãos Huguenotes.

8º – O Monarca alemão Fernando II anos 1578-1637 instigado pelos jesuítas começou uma guerra de extermínio aos protestantes; essa guerra religiosa terminou em guerra política e tirou a vida de 15 milhões de pessoas! (1618-48)

TUTA SCELERA ESSE POSSUNT, SECURA NON POSSUNT!

Em 1534 surgiu no cenário do Catolicismo Romano uma ORDEM SINISTRA! – Escreveu a página mais negra e horrenda da história da igreja. Foi criada pelo espanhol Inígo Lopes de Recalde, ex-pajem da corte e depois militar. – Ferido duas vezes na batalha de Pamplona, Inígo perdeu a aparência física, não podendo mais fazer parte na corte, adotou o pseudônimo de Inácio de Loyola, fundou a Ordem dos Jesuítas e foi canonizado pelo papa Gregório XV no ano de 1621.

O JURAMENTO DOS JESUÍTAS encontra-se no livro “Congressional de Relatórios”, pág. 3262 e em resumo diz: “Prometo ensinar a guerra lenta e secreta contra os protestantes e maçons… queimar vivo esses hereges, usar o veneno, o punhal ou a corda de estrangulamento…farei arrancar o estômago e o ventre de suas mulheres e esmagarei a cabeça de seus filhos contra a parede, a fim de aniquilar a raça!”

“Se eu for perjuro, as milícias do papa poderão cortar meus braços e minhas pernas, degolar-me, cortando minha garganta de orelha a orelha, abrir minha barriga e queimá-la com enxofre, etc.! – Assino meu nome com a ponta deste punhal molhado no meu próprio sangue.”

O papa Clemente VII os repudiou chamando-os de “intrigantes”. Mais tarde Clemente XVI em 21-7-1773, aboliu a Ordem, mas Pio VII no ano de 1914, restaurou os jesuítas que se dizem “Defensores do papa e braço direito da Igreja!” Foram expulsos de Portugal e da França em 1759, da Boêmia em 1762, banidos da Espanha em 1766, Malta livrou-se deles em 1768 e a Dinamarca em 1772, etc.

Os Jesuítas consideram-se acima dos bispos por terem bulas que os isenta de sua jurisdição, os bons dicionários os identificam como astuciosos e hipócritas.”

São orientados por uma iminência quase papal conhecido como Papa-Negro, cujas relações com o Vaticano não são claras (Ver História dos Jesuítas, Melo Morais).

7 – A IGREJA ANTES E DEPOIS DO SÉCULO IV

O Vaticano não é igreja, mas sim um organismo político-religioso que arrogando certas prerrogativas se interpõe entre Deus e os Católicos, conservando-os sob sujeição; certos teólogos vêem no Vaticano “O espírito do império romano com roupagens do cristianismo.”

Em sucessivos concílios depois do século IV, os papas sancionaram muitos dogmas desconhecidos pelos Cristãos dos primeiros 500 anos e estranhos ao Novo Testamento. – A Igreja primitiva desconhecia até então a Transubstanciação, o Purgatório, o Celibato, a Infabilidade papal, o Culto à Maria, a Veneração de imagens, o uso da água benta, velas, etc.

Viveram nos 4 primeiros séculos milhões de Cristãos, entre eles homens veneráveis conhecidos como “pais da igreja”.

ANOTE AS DATAS EM QUE VIVERAM ALGUNS DELES, todos antes do século IV.

Lino viveu no ano 65, Cleto no ano 69, Clemente no ano 95, Justino no ano 100, Santo Inácio no ano 110, Higino no ano 139, Papías no ano 140, Policarpo no ano 155, Santo Irineo viveu no ano 180, Orígenes no ano 220, Urbano no ano 223, São Cipriano no ano 247, São Vicente viveu por volta do ano 310, São Silvestre no ano 314, São João Crisóstimo no ano 250, Santo Antão ano 356, São Jerônimo, tradutor da Bíblia viveu no ano 340, São Genaro e São Sebastião ano 384, Ambrósio no ano 397 e Santo Agostinho, bispo de Hipona, viveu no ano 420, etc.

AGORA NOTE AS DATAS NAS QUAIS ALGUNS DOGMAS QUE FORAM INTRODUZIDOS NA IGREJA, todos depois do século IV:

Ano 431, a igreja começa a cultuar Maria, mãe de Jesus.

Ano 503, decretam a existência do purgatório – começaram a cobrar “Missas de intenção” no ano 1476 – Esse dinheiro que recebem cria problemas de consciência, pois tem um fim específico.

Ano 783, iniciam a veneração de imagens (idolatria).

Ano 933, a igreja institui a “Canonização” – Nem todos os canonizados foram homens e mulheres santos. Essa distinção do Catolicismo tem sido concedida por bravura, por exterminarem protestantes, maçons e livres pensadores. Loyola por exemplo, foi canonizado e Anchieta ajudou a assassinar o holandês Jacques Le Balleur na Baía de Guanabara em 9 de fevereiro de 1558.

Ano 1074, instituído o Celibato. Segundo o escritor Leo Huberman, o celibato é exigido porque a igreja temia perder propriedades dos clérigos, caso casassem, devido às leis de herança. Há outro problema, muitos deles possuem dois nomes, o Frei Antão da igreja tal bem pode ser no civil o João da Silva…

Ano 1190, começam a conceder perdão e favores espirituais por dinheiro! A igreja inicia os negócios com as indulgências.

Em 1208 começaram na missa, a “levantar” a hóstia para ser adorada; mas o vinho na Ceia do Senhor começou a ser negado aos fiéis a partir do Concílio de Constança, ano 1414. Essa decisão foi sancionada pelo papa João XXIII. Foi esse mesmo para que mandou queimar vivo João Huss, Reitor da Universidade de Praga, Boêmia.

Ano 1215, o papa Inocêncio III, por decreto instituiu a Transubstanciação, “valorizando” sobremaneira a Missa. (Definida no Concílio de Trento no ano 1551).

Ano 1870 declaram o papa infalível.

Anos 1854 e 1950, conseguiram depois de 18 séculos de resistência, impor os dogmas sobre Maria, o da Imaculada e o da Assunção, respectivamente.

Essas inovações foram introduzidas, como se observa, depois do século IV quando aquelas pessoas, pais da igreja, que souberam guardar a fé já não existiam.

Verifica-se que a igreja Católica não é legítima quando relacionada com o Novo Testamento e com a fé dos primeiros Cristãos.

O Vaticano e a igreja para serem honestos deveriam informar, inclusive nos calendários, que os cristãos primitivos que festejam, não foram Católicos romanos, pois nada souberam do festival de dogmas que foram criados. – Se vivessem hoje fariam outra opção religiosa, jamais o Catolicismo Romano!

8 –O VATICANO EM SEUS CONCÍLIOS ALTERA A DOUTRINA CRISTÃ

As datas abaixo sofrem pequenas variações nos tratados, mas são reais e confiáveis. Essas alterações criaram dogmas que são doutrinas indiscutíveis para a Igreja Católica, impedindo o clero de raciocinar, examinar e decidir entre o certo e o errado!

Verifica-se que o Catolicismo é uma maquinação ardilosa contra a inteligência e a liberdade, nas palavras de Aberdeem Gladestone.

Muito dogmas são baseados em lendas e suposições, outros estão impregnados de crendices que rebaixam o nível do Cristianismo original.

A maioria dos dogmas foram criados com fins lucrativos, outros conferem ao clero certa autoridade e influência social.

EIS ALGUMAS ALTERAÇÕES ESTRANHAS ÀS SAGRADAS ESCRITURAS:

Sempre houve, mesmo antes da Reforma, líderes e igrejas não-católicas perseguidas pelos papas. Entre eles os:

Albigênses – Valdenses – Anabatistas, etc.

O CATOLICISMO DESVIA A IGREJA DOS EVANGELHOS

Ano da instituição:

310, começam as rezas pelos mortos

320, começam a usar velas nas igrejas

325, o Imperador Constantino celebra o primeiro Concílio

394, o culto cristão é substituído pela missa

416, começaram a batizar crianças recém-nascidas

431, instituído o culto `Maria, mãe de Jesus

503, o Purgatório começa a existir… Missas pagas começaram no ano 1476

787, começam com os cultos à imagens

830, começam a usar ramos e água benta

933, instituída a canonização de “santos”

1184, Inquisição. Efetivada anos depois.

1190, instituem a venda de indulgências

1200, a hóstia substitui a Ceia

1216, instituída a confissão

1215, decretam a Transubstanciação

1546, livros apócrifos na Bíblia

1854, dogma da Imaculada Conceição

1870, infabilidade papal

1950, Assunção de Maria

Devido a essas alterações, a Igreja deixou de ser legítima e causou várias brechas no Cristianismo; a cada alteração nas doutrinas bíblicas, levas de Cristãos organizavam igrejas independentes que se reuniam nas catacumbas de Roma.

Em 869 a Igreja Oriental separou-se de Roma recusando submissão ao papa, originando a Igreja Católica Ortodoxa.

Em 1517 o Monje Martin Lutero encontrou a Bíblia, inspirou-se nas palavras do apóstolo Paulo em Romanos 1:17, onde diz: “O justo viverá da fé.” Raciocinou que a Salvação nos é dada pela fé em Cristo e não pelos ritos, sacramentos e penitências receitadas pelo catolicismo.

A palavra “protestante” apareceu quando Clemente VII 1529, tentou impedir que o Evangelho fosse pregado em alguns estados da Alemanha!

Os Cristãos não católicos fizeram um PROTESTO contra essa pretensão do papa e receberam o nome de PROTESTANTES, aplicado hoje a todos os evangélicos.

O mundo seria outro se a Igreja dos papas fosse desraigada de maneira mais profunda. O Cristianismo seria mais bíblico e menos idólatra.

CRB INFORMÁTICA - Hospedagem de Sites R$ 25,00 por mês

Sobre Ministério Heresia Tô Fora!

Ministério Heresia Tô Fora!
O ministério Heresia Tô Fora, no inicio era uma coluna no jornal O Resgate, mas as dúvidas enviadas pelo e-mail foram tantas que senti a necessidade de criar um site e um centro de estudos que funciona desde 1994, nosso ministério é paraeclesiástico e interdenominacional que promove a fé cristã mediante a produção de pesquisas e informações religiosas. Nossos objetivos são informar, ensinar e equipar os cristãos sobre as verdades do cristianismo bíblico. Visa atender à igreja em suas necessidades, oferecendo uma parceria qualificada na área da Apologética Cristã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

CRB INFORMÁTICA - Hospedagem de Sites R$ 8.00 por mês