Igreja Mundial

Membro da Igreja Mundial presta queixa na polícia após ser expulso por não arrecadar dízimo

Gospel Notícias Policial

Lucas Lima, membro da Igreja Mundial do Poder de Deus recorreu à Polícia Civil após ter sido expulso e proibido de visitar sua família por membros da Igreja Mundial do Poder de Deus por não arrecadar uma média de dízimo suficiente. Na Central de Polícia, em entrevista à rádio Gazeta, Lima relatou que foi humilhado e está passando necessidades com o episódio.

Ele relatou que iniciou sua trajetória na igreja na cidade de Arapiraca e por conseguir arrecadar alto dizimo entre os membros da igreja foi promovido para residir em Maceió junto com sua família. No entanto, quem ganhou destaque na arrecadação foi a esposa de Lima.
Segundo ele, somente no mês de dezembro a esposa conseguiu mais de 12 mil em dízimo para igreja. “Depois que ela apresentou esse dinheiro, eles (pastores da igreja) começaram a me humilhar. Como estava com problema no casamento, ele deveria me aconselhar e não me mandar embora”, relatou.

Após ser expulso da igreja, Lima descobriu que o pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus mobiliou um apartamento para sua esposa morar com as filhas. “Ela tem muito dinheiro e acharam melhor ficar com ela trabalhando na igreja. A Igreja que fazer de tudo para nos afastar pelo dinheiro que ela tem arrecadado”, completou Lima.

Lima pediu a ajuda das autoridades alagoanas, principalmente, do secretário de Defesa Social, Alfredo Gaspar de Mendonça, para ajudá-lo a resolver sua situação. “Eu trabalhei durante três anos e quatro meses para a Igreja e tenho direito de receber o meu dinheiro. Quero poder ver as minhas filhas”, disse.

Fonte: Cada Minuto